A semana passou e parece que os Pokémons criaram vida e de repente invadiram nosso cotidiano. Na real. Eles criaram vida mesmo.

Você pode não saber o que é o jogo e a única coisa que você conhece sobre Pokémon é o Pikachu, mas nessa última semana certamente você foi bombardeado pelas notícias do Pokémon Go: o novo jogo de realidade aumentada que está tirando o sono da galera, provavelmente mais do que o Netflix. Update: achei que estava exagerando quando leio isso.

“On Monday, nearly 6% of all U.S.-based Android owners were playing Pokémon Go, exceeding usage for some of the world’s most popular services, including Netflix, which was running on 3.6% of Android devices”

Mas o que é o tal Pokémon Go?

Pokémon Go é um jogo para smartphones feito em colaboração entre a Niantic, Inc., Nintendo e a The Pokémon Company. Baseado na gigante franquia de jogos de vídeo criado por um colecionador de insetos e desenvolvedor de games japonês, começou como um jogo de RPG no Game Boy, há 20 anos atrás, e há 10 dias se reinventou em um app que usa a câmera do seu telefone e GPS para capturar, batalhar, treinar e trocar Pokémon virtuais que na verdade estão espalhados em locais físicos. (Importante: é preciso levar os Pokémons a sério. Se você não jogou Pokémon ou nem assistiu ao anime, saiba que eles são criaturas míticas e lendárias, não meros animais de estimação.)

Pokémon Go começou com um simples pedido: Gotta Catch 'Em All. Um dos intuitos é transformar seu smartphone em uma Pokébola. Update: na verdade, meu amigo Mateus explicou muito bem:

"A ideia é simples — o app usa o mapeamento de GPS para transformar nossas ruas em rotas do Pokémundo e espalhar criaturas por esse novo mapa. Usando a câmera do celular você consegue visualizar o Pokémon projetado no mundo real. No mapa também estão marcados os Pokéstops, onde as pessoas podem adquirir itens."

O importante é colocar esses Pokémons para serem treinados e participarem de batalhas épicas (eu não fui uma viciada nos games mas confesso, era apaixonada pelas batalhas com cards, me sentindo meio oldschool).

O jogo, podemos dizer, uniu o nosso amor por smartphones, a nostalgia da maravilhosa década de 90, nossa humana sede de diversão cotidiana....... e a linda realidade aumentada. Aliás, um dos assuntos mais comentados nos últimos grandes eventos (Further future, SXSW, AWE, VidCon, entre outros) considerando a enorme oportunidade que empresas possuem de utilizar AR para entregar novas experiências aos consumidores. Desde usar dados de localização para oferecer conteúdo exclusivo até técnicas hardsell oferecendo promoções e ofertas real-time para o target.

Parece que o Pokemon Go se tornou o grande projeto que rapidamente colocou a realidade aumentada no radar, quase um assunto mainstream.

Não está claro se o jogo foi promovido com app-installation ads ou qualquer outra forma de publicidade. Ao contrário de jogos como Mobile Strike, Pokémon Go não teve um único comercial de TV, de acordo com iSpot.tv.

Na real, o jogo parece ter ganho o mundo quando os fãs assumiram a frente e maciçamente espalharam a mensagem online. O famoso e tão discutido word of mouth. Os servidores da Niantic sofreram com a enorme quantidade de pessoas que rapidamente se uniram a “brincadeira”. A ponto do chief technology officer e vice presidente da Amazon.com se oferecer, publicamente, para ajudar na carga do servidor.

Screen Shot 2016-07-15 at 09.55.26

Até agora, Pokémon Go está presente nos EUA, Austrália, Nova Zelândia, Inglaterra e Alemanha e hoje foi liberado para Itália, Espanha e Portugal.

Screen Shot 2016-07-15 at 14.27.56

Tá. Mas como sabemos que o jogo ganhou essa enorme proporção?

Pasmem com os big numbers:

  • O game já superou WhatsApp , Instagram e Snapchat em tempo de uso!

  • Com cerca de 3% de usuários ativos diariamente, Pokémon Go está alcançando o Twitter, que tem cerca de 3,5% de usuários ativos (mas que está aí nas redes há mais de uma década), possivelmente já ultrapassou nos últimos dias.

  • E com os updates das pesquisas, taí: ao avaliarmos em números absolutos, ou seja, milhões de usuários ativos Android, Pokémon Go está alcaçando Snapchat e Google Maps:

  • No dia 13 de julho, Pokémon Go se tornou o jogo mais popular na história dos Estados Unidos, ultrapassando o popular Candy Crush, também de acordo com a Survey Monkey.

E falando em dinheiro, uma informação curiosa: o preço das ações da Nintendo subiram em 24,52% na segunda-feira - o seu maior aumento em um dia desde 1983 - abocanhando a pequena fatia de US $ 7,5 bilhões em seu valor de mercado. #ArigatoPikachu

É claro, que algumas marcas aproveitaram a história toda e criativamente fizeram muito conteúdo de oportunidade. E gente, isso é uma das coisas que mais gostamos nas redes sociais: conteúdo de oportunidade, que conversa com as pessoas em seu cotidiano, no storytelling da vida do consumidor, mixando  awareness da marca com mensagens inteligentes.

  • O Tennessee Highway Safety Office aproveitou a chance para reforçar a mensagem de que usar o celular dirigindo é, sim, muito perigoso. Assinamos embaixo.

Outras marcas que arrasaram:

  • A Amazon, claro:

Screen Shot 2016-07-15 at 14.41.47

  • O supermercado Woolworths que se deparou com vários Pokémons em suas lojas:

  • KFC com placement de produto:

  • Donuts de Pokémon?

 

  • Será que um energético pode dar um boost no seu Pokémon?

  • Até a Lu do magazine Luíza entrou na conversa:

  • E o The New Yorker:

Bom, quando a gente achava que as marcas estavam arrasando nas oportunidades com o tema, vem o YouPorn, site de conteúdo adulto, provocar a geral com esse tweet.

Screen Shot 2016-07-15 at 11.27.52

Achei que era alguma piada, mas não: o Google Trends revelou que a procura pelo termo 'Pokémon' estava agora 33% à frente de pesquisas no Google quando comparada com o termo 'porn'. Sério?! 

Agora você pode estar se perguntando se aqui no Brasil não aproveitamos a onda. Sim, por dois dias. Por meio de APK, a galera conseguiu jogar mas rapidamente a diversão foi bloqueada nos celulares brasileiros.

Mas claro, o que não podia faltar? Surra de memes !

Screen Shot 2016-07-15 at 14.49.39

Screen Shot 2016-07-15 at 14.49.56

Screen Shot 2016-07-15 at 14.50.13

Brasileiros que somos, onde a zoeira não tem limites, o BuzzFeed já sugeriu quais seriam os 15 Pokémons “canarinhos” que adoraríamos ter no Pokémon Go.

Com tantas notícias, pode ser que essa já tenha chegado em você, mas vale deixar registrado as coisas bizarras e divertidas que aconteceram depois do lançamento do game:

" Eu peguei algumas Pidgeys e um Eevee , nada especial. Eu estava prestes a voltar para casa quando uma garota perguntou: “ei, você está jogando Pokémon ir também ?'" E o resto, como dizem, é história.

Screen Shot 2016-07-15 at 13.03.04

  • Também no reddit, esse outro usuário, que se indetificou como um homem de 145 kgs, conta como a caça aos Pokémons o ajudou a sair do sofá, pegar uma bike e quem sabe perder uns quilinhos.
  • Muita gente se surpreendeu com esse pai que achou um Pokémon ao lado da cama de sua esposa que, sim, estava aguardando para dar a luz ao seu terceiro filho:

  • E o meu favorito: o Pokémon Go addicted que anuncia aos quatro cantos sua obsessão pelo jogo com um grande e visível warning:

  • Inclusive, com a grande quantidade de manifestações e depoimentos nas redes sociais, alguns veículos já começam a dizer que a corrida por Pokémons está ajudando pessoas com depressão e ansiedade.

Screen Shot 2016-07-15 at 13.10.07

Além disso, alguns vários business estão se dando bem com a história toda.

Não vai dar pra contar tudo mas tem bastante links para os interessados: restaurantes e bares, empresas de varejo e pequenas empresas locais fazendo bom uso do jogo do momento.

E pra dar aquela apimentada, o que muito me diverte, são os novos negócios que surgiram fazendo do Charizard, ops, do limão uma limonada:

Porém, tome cuidado. Tem gente já contando, verdade ou não, que foi pego em situações delicadas, nesse caso, traindo a namo. Ouch!

No final das contas pessoal, estamos torcendo para a realidade aumentada ser cada vez mais parte da nossa vida. E se a AR foi a solução para que os Pokémons invadissem nosso dia a dia (muito obrigada!) certamente coisas boas estão por vir.

Fica com a gente porque, com certeza, esse não será nosso último post gigante sobre o assunto.

“Renda-se agora ou prepare-se para lutar!”